C.O.V. - Coletivo Ocupação Verde


COV - Coletivo Ocupação Verde é um coletivo independente de caráter social ambiental e de cultura e arte alternativa, apartidário  e laico, que tem como objetivos:

  • Promover educação e práticas socioambientais integradas com ações culturais e artísticas no intuito de fornecer ferramentas que possibilitem e contribuam com o despertar da consciência humana.
  • Melhorar as condições de vida de espaços comunitários, aumentar a oferta e a qualidade dos alimentos, preservar e restaurar as áreas verdes por intermédio de ações como implantação de hortas urbanas, viveiros de mudas, pomares e outras espécies.
  • Gerenciar resíduos sólidos através da implantação da coleta seletiva para separação dos materiais recicláveis e do lixo comum, e construção de composteiras e minhocários para o tratamento dos resíduos orgânicos gerados e produção de adubo para fertilização do solo.
  • Construir sistemas de captação de água de chuva e banheiros secos como formas alternativas para a gestão da água e saneamento básico. 


HISTÓRICO DO GRUPO

O COV Coletivo de Ocupação Verde nasceu a partir da realização das oficinas itinerantes de Percepção Ambiental do projeto realizado em parceria com o coletivo cultural Sinfonia de Cães, aprovado pelo programa VAI – Valorização de Iniciativas Culturais em 2008 e a interação e integração de novos membros já atuantes da cena social, ambiental, cultural e artística.

Começa suas ações promovendo educação e práticas ambientais, como o cultivo de hortas, pomares e plantas ornamentais no CICAS, expandindo para outros espaços públicos, muitos deles carentes das atividades às quais se destinam. Desta forma, as ações do COV representam grande oportunidade para a construção de valores socioambientais e culturais, junto a pessoas que não tem acesso à educação ambiental e permacultura.

Além do cultivo de áreas verdes, o grupo COV realiza construções de minhocários e utilização do composto orgânico gerado (húmus de minhoca) para nutrição do solo, construção de viveiros de mudas, construção de sementeiras, processos de preparação do solo e plantio, construção de banheiros secos, captação de água de chuva, intervenções artísticas como grafite, teatro, circo, música e produção de materiais educativos.

O espaço onde a maior parte das ações do COV foi realizada no ano de 2014 foi o CICAS - Centro Independente de Cultura Alternativa e Social, através do Projeto Jardim Cultural da Julieta, com o patrocínio do programa VAI – Valorização de Iniciativas Culturais da Secretaria de Cultura do Município de São Paulo. O CICAS era um galpão abandonado, que a partir de março de 2007 começou a ser revitalizado, e em seguida, utilizado por jovens produtores culturais, artistas independentes e ambientalistas da zona norte da cidade de São Paulo, com o intuito de torná-lo um centro de cultura diferenciado. O projeto superou as expectativas.  Os equipamentos sustentáveis que foram construídos estão sendo utilizados como ferramentas de educação ambiental onde se pode demonstrar na prática os cuidados necessários para a preservação do meio ambiente. As ações do COV propiciaram o fortalecimento do elo entre o espaço e a comunidade do Jardim Julieta.

Além destas, o COV também realizou outras ações como:

  • Intervenção de ocupação verde e grafite na Praça Francisco Cardona, às margens do Rio Cabuçu de Cima;
  • Ação integrada entre COV, CICAS e Rua de Fazer em comemoração ao dia das crianças na comunidade do Parque Edu Chaves, na Rua Tenente Ângelo Zampero.
  • Construção de horta urbana da UNESP Barra Funda;
  • Construção de horta urbana na Escola Estadual Maria Antonietta de Castro;
  • Visita monitorada ao Parque Estadual da Cantareira Núcleo Pedra Grande com crianças e adolescentes do SAICA Nova Geração;

LINKS:

(Fotos das atividades realizadas pelo COV durante a execução do Projeto Jardim Cultural da Julieta )

(Reportagem do SPTV apresentada por Alessandro Buso sobre os projetos que estavam acontecendo no CICAS em 2014, inclusive o Projeto Jardim Cultural da Julieta)
(Canal do COV no Youtube com as Eco-aulas produzidas no Projeto Jardim Cultural da Julieta)

(Fotos das oficinas de percepção ambiental do projeto Oficinas Culturais Itinerantes Sinfonia de Cães realizadas em 2008 no CICAS)

(Foto da oficina de minhocário e compostagem realizada no Festival Sinfonia de Cães VIII no CICAS)

(Fotos da intervenção de grafite nas paredes internas do Rio Cabuçu de Cima)

(Construção da estrutura de bambu utilizada para a realização da ação de grafite nas paredes internas do Rio Cabuçu de Cima)

(Colheita de hortaliças provenientes da horta comunitária do CICAS)

(Vídeo informativo sobre as Oficinas Culturais Itinerantes Sinfonia de Cães 2008)

(Projeto de registro dos coletivos que atuam em espaços públicos, realizado pelo Projeto Praça Girante)

(Links de matérias relacionadas ao COV em 2014, Blog MLV – Movimento Liberdade a Vida)

(Matéria Revista LeiaJá, sobre o reúso da água, que teve como uma das referências nosso trabalho de captação de água de chuva)

(Matéria Hypeness, onde fomos citados como um dos 15 projetos e coletivos inovadores que ajudam a mudar a cara de SP)


2 comentários: